quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Medicamento X Cabelos


Não é surpresa para ninguém que o seu exterior reflete o seu interior. E quando você está doente suas feições mudam rapidamente, sendo possível até diagnosticar pela aparência em alguns casos.

O que também não é novidade, mas parece que muita gente esquece, é que cada medicação provoca além do beneficio da cura, algumas reações adversas que podem ser imperceptíveis, brandas ou agressivas dependendo do caso, da gravidade e da fórmula em questão.

Por que estamos falando sobre esse tema hoje?
- Porquê muitas pessoas reclamam do estado atual dos seus cabelos, mas esquecem que estão fazendo algum tipo de tratamento de saúde e justamente a medicação desse tratamento pode estar influenciando no fluxo de sangue dos capilares que alimentam o bulbo do fio.

Quer uns exemplos?
- Após a cirurgia bariatrica (redução de estômago) a pessoa perde até 70% do cabelo e os novos nascem com aspecto de fios maltratados, mas não se preocupe, é só no inicio, depois volta ao normal, em alguns casos o cabelo muda de tipo, algo parecido com o que acontece na puberdade.
- Após uma cesaria também é comum ocorrer a queda dos fios que quase não caíram durante a gestação, mas também volta ao normal aos poucos.

Bem, os exemplos acima são de cirurgias. Pois é, essas são só algumas das cirurgias que causam queda e mudança no fluxo que abastece o bulbo de nutrientes, porém nosso tema é sobre medicamentos, vamos tentar manter o foco... rsss...



SOP: Os sintomas da Sindrome de Ovarios Policisticos que também é conhecida como hiperandrogenismo, tendem a alterar boa parte do organismo feminino, entre outros sintomas está também a queda capilar e crescimento exagerado de pelos faciais e corporais. O tratamento é feito com anticoncepcionais específicos (já usei todos) que podem gerar algumas reações como enjôos, nauseas, cansaço e entre outras coisas perda de peso pois diminui a retenção de líquidos, principalmente nas pernas. A SOP também gera resistência insulínica, que causa hipoglicemia e a médio prazo pode se transformar em diabetes, (você nota um cordão escuro nas dobrinhas do pescoço) por isso um dos tratamentos associados é uma medicação antidiabetogênica, que por sua vez possui como principal reação enjôos e diarréia.

Hipotireoidismo e Hipertireoidismo: Ambos geram perda de cabelo pois enfraquecem o couro cabeludo e o folículo. Com o tratamento é perceptível a diminuição da queda dos fios em poucos meses, e um crescimento acentuado dos fios. A medicação é feita com hormônios que regulam às funções da tireóide.

Quimioterapia: Gera a queda dos fios pois a medicação possui a função de matar células que se multiplicam rapidamente, infelizmente as células da medula óssea, mucosas, couro cabeludo e pele possuem altos índices de renovação, assim como as células cancerigenas. O medicamento não faz acepção entre células sadias e células tumorais, afetando todo o organismo dependendo da dosagem. Assim que terminada a fase de quimio as células voltam a se reproduzir normalmente. Infelizmente o cabelo costuma nascer bem ressecado/encrespado no inicio, mas depois que passam da altura da orelha e com muita
nutrição (leia a TAG Nutrição) os fios voltam a ficar sedosos.

Coquetel HIV+: Esse vamos relatar por experiência bem próxima, minha mãe é técnica em um laboratório de análises clínicas e por negligencia de alguns funcionários que não trocaram o descarpack (caixa de descarte de materiais perfurocortantes) e por estar muito cheia ela acabou acidentalmente se furando. Quem trabalha na área da saúde sabe que o protocolo nesses casos é fazer uma bateria de exames (teste HIV e marcadores de hepatite do paciente fonte e do acidentado) e entrar com a medicação antirretrovirais (Hepatite e HIV). Ela deve repetir os mesmos exames a cada 6 meses por dois anos.
Para quem pensa que ter HIV positivo é brincadeira, que o governo banca o tratamento, que é só tomar o coquetel e viver feliz para sempre, vou listar os sintomas causados pela medicação do Kaletra e posso scanear a bula caso haja desejo, mas você a encontra on line
aqui. Isso sem falar sobre as reações do Nevirapina, que também faz parte do tratamento de protocolo quando há acidentes com objetos perfurantes em postos de saúde. Abaixo os possíveis efeitos colaterais:

Desordens gastrintestinais: Aumento abdominal, Dor abdominal, Alterações nas
fezes, Diarréia, Dispepsia, Disfagia, Flatulência, Náusea e Vômitos.
Desordens em geral e condição do local de administração: Astenia, Calafrio, Febre e Dor.
Desordens do sistema nervoso: Dor de cabeça, Insônia e Parestesia {sensações cutâneas como formigamento, frio, calor, etc.}.
Desordens vasculares: Hipertensão e Alteração vascular.
Racionais e metabólicas: Anorexia e Perda de peso.
Desordens de pele e tecidos subcutâneos: Lipodistrofia e Exantema (rash cutâneo).
Desordens de músculo esquelético e tecido conjuntivo: Mialgia (dor muscular localizada).
Desordens psiquiátricas: Depressão e Diminuição da libido.
Infecções e manifestações: Bronquite.
Desordens do sistema endócrino: Hipogonadismo endócrino {diminuição do sistema reprodutor}.
Desordens do sistema reprodutivo feminino: amenorréia {ausência de menstruação}.
Infecções e manifestações: gripe, furunculose, gastroenterite, infecção bacteriana, otite média, faringite, sialadenite, sinusite e infecção viral.
Neoplasias benignas, malignas e inespecíficas: cisto e neoplasia benigna da
pele.
Desordens do sistema linfático e hemático: anemia, leucopenia e linfadenopatia.
Desordens do sistema imune: reação alérgica.
Desordens do sistema endócrino: síndrome de Cushing (excesso de cortisol no sangue) e hipotireoidismo.
Desordens nutricionais e metabólicas: avitaminose, desidratação, diabetes mellitus, aumento de apetite, acidose láctica, obesidade, e ganho de peso.
Desordens psiquiátricas: sonhos anormais, agitação, ansiedade, apatia, confusão,
labilidade emocional, nervosismos e pensamentos anormais.
Desordens do sistema nervoso: amnésia, ataxia, infarto cerebral, convulsão, vertigem, discinesia, encefalopatia, paralisia facial, hipertonia, dor de cabeça, neuropatia, neurite periférica, alteração no paladar e tremor.
Desordens de visão: alterações na visão e alterações nos olhos.
Desordens de ouvido e labirinto: tinido e vertigem.
Desordens cardíacas: fibrilação atrial e palpitação.
Desordens vasculares: trombose venosa profunda, hipotensão postural, tromboflebite, veia varicosa e vasculite.
Desordens respiratórias, toráxicas e mediastinal: asma, dispnéia, edema de pulmão, rinite.
Desordens gastrintestinais: constipação, boca seca, enterite, enterocolite, eructação, esofagite, incontinência fecal, gastrite, colite hemorrágica, ulceração na boca, pancreatite, periodontite, estomatite e estomatite ulcerativa.
Desordens hepatobiliares: colangíte, colecistite, icterícia e hepatite.
Desordens de pele e tecido subcutâneo: acne, alopecia (Perda de cabelo), pele seca, eczema, dermatite exfoliativa, edema de face, rash maculopapular (parece sarampo), alterações nas unhas, prurido, seborréia, descoloração da pele, úlceras cutâneas e sudorese.
Desordens de músculo esquelético e tecido conjuntivo: artralgia , artrose, dor
lombar e necrose óssea.
Desordens renais e urinárias: litíase renal e alterações urinárias.
Desordens do sistema reprodutivo: ejaculação alterada, aumento dos seios, ginecomastia.
Desordens em geral e condição do local de administração: dor no peito, dor no
peito abaixo do esterno, interação medicamentosa, edema, hipertrofia, mal-estar e edema periférico.
Investigações: aumento das concentrações do medicamento e diminuição da tolerância à glicose.

Os sintomas que mais acometeram minha mãe foram: Fígado e pâncreas inchados, tremores, boca dormente, dores abdominais, abdomen inchado, flatulência, colesterol alto, triglicerideo alto, mal humor, fraqueza, baixa libido, insônia, palpitação, alteração do paladar, e mais algumas reações citadas acima.

Nossa maior preocupação durante o uso desses medicamentos é porquê minha mãe só tem um dos rins funcionando, já nasceu com o direito atrofiado. Mas graças a Deus ela não teve nenhuma complicação renal.

O problema é que ela já sofre há anos com alopécia androgenética e chegou a fazer tratamento com injeções de Theracort no couro cabeludo, pill food (que não deu resultado algum) e loção manipulada de minoxidil.


Após o tratamento (preventivo) com o coquetel notamos que a raiz estava super fraca, os fios começaram a quebrar somente escovando e o aspecto de frizz é inevitável. Retocamos o tioglicolato dela 2x, juro que no próximo eu fotografo pra vocês verem como a raiz está e como a parte que foi alisada em 08/01/2011 continua lisinha e linda. É claro que ela aprendeu a cuidar do próprio cabelo sozinha e não abre mão do creminho dela da L'Occitane, além de ser uma das minhas modelos nos testes dos produtos que recebemos =)

Infelizmente no retoque o fio aparenta desestruturação, você faz os testes para comprovar e quando está crente que já alisou, enxagua e continua o procedimento, e para sua infelicidade quando termina a raiz não está 100% lisa =( Mas se deixar um pouquinho mais o fio emborracha e quebra, esse tipo de cabelo eu normalmente não alisaria, mas como já está alisado e a raiz destoa muito, tenho que fazer uma verdadeira mágica, nessa hora como diria minh amiga que sofreu a quebra e conseguimos estancar a queda "só Gabriel e Miguel" (anjos) para me ajudar...

Estamos investindo em recontrutores, aminoácidos, proteínas e queratina, com muita nutrição por conta do ressecado natural, mas os efeitos pós coquetel são devastadores para os fios.



Justamente por isso a foto acima, o caso da minha mãe foi um acidente de trabalho, mas todas as pessoas sexualmente ativas correm o risco de contrar HIV, mesmo as casadas. Para exemplificar que não existe método contraceptivo seguro no que diz respeito a doenças senão a camisinha, fiz uma seleção com várias opções de camisinhas, desde a feminina até os modelos mais novos que prometem mais conforto.


A camisinha convencional possui largura nominal de 52mm e sua textura pode variar à gosto do usuário, tem a fina, extra-fina, texturizada (vulgo "bilau de gato"... kkk =), a convencional que parece feita com pneu de tão grossa (atrapalhando a sensibilidade), a de sabor e cheirinho de frutas (detestada pelos ginecologistas) e a extra grande com largura nominal de 54mm para um maior conforto e ninguém perder o "amiguinho degolado".


A minha marca preferida é a Preserv, e não estou ganhando para falar dela não, é que a Extra da Blowtex é super desconfortável (muito grossa) e já a Preserv Extra é super confortável, você nem sente que está usando.
A marca possui uma linha completa desde o modelo teen com 49mm, o modelo com texturizador, a com espermicida, a com benzocaína para retardar a ejaculação, a extra grande, extra grande mais fininha, além do gel lubrificante.


#critica

A camisinha cedida pelo governo é muuuuuito pequena e apertada, quem disse para o Ministro da Saúde que todo brasileiro tem o "amiguinho" PP???? Justamente pela falta de conforto que muita gente aproveita o "gancho" e não usa. Mas eu digo pra você, tomar esse coquetel o resto da vida não é nada fácil, foram apenas 30 dias degradantes que acompanhei da minha mãe, imagina pra sempre? Precisamos ter mais responsabilidade com a nossa saúde e a saúde de quem amamos!!!



Antes de querer matar seu pobre cabelinho, dê uma olhadinha nas "Reações Adversas" dos remedinhos que você usa ou está usando no momento, principalmente os de uso controlado. E não descuide dos tratamentos profissionais!



Beijocas...



14 comentários:

  1. Oi Carla! Minha mãe andava desesperada com a queda de cabelo, tava fazendo mil tratamentos e nada de parar, até que ela descobriu que se tratava do hipertireioidismo, agora está tratando mas os fios ainda caem!! realmente as vezes o problema é interno e nem desconfiamos!
    bjocas e fique com Deus
    Amanda - Eu amo cosméticos

    ResponderExcluir
  2. Excelente matéria!!!
    Que barra viu amiga!
    Tá nas mão de Deus...
    Agora fiquei curiosa, =s meu pescoço tem essas "marquinhas" e sem contar vários sintomas citados na SOP. Teve época 3 anos atrás, eu fazia hidroginástica, natação, musculação e aeróbica e meu peso nunca abaixa.

    Essa matéria me despertou muito.

    Bjo na familia!!
    Te amo vocÊ!

    ResponderExcluir
  3. Medo! = / Prometo q vou me cuidar melhor agora...
    Valeu pelas dicas, Carla. Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Carla parabéns novamente!
    Post perfeito
    Eu desenvolvi aneroxia quando tinha 11 anos de idade e a doença nem era conhecida (não foi por vaidade ou besteira), senti na pele, nos dentes e nos cabelos tudo aquilo que eu estava mal por dentro.
    Cabelo caiu mais da metade, dente então hj em dia estou cheia de coroas na boca pq ficaram extremamente frágeis, sorte que algumas coisas se recuperam ou pelo menos melhoram.
    Muita gente só se cuida por fora e deixa "dentro" de lado.
    Hj pelo menos estou acima do peso até, mas muito feliz, com pele/cabelo bem melhores graças a Deus.
    Um dia quando conseguir vou fazer um post disso justamente por ser uma doença atualmente desenvolvida por pessoas extremamente vaidosas, vamos ver se quem está no começo forçando a barra ali para ela aparecer não pensa direito...
    Seu post no mínimo me inspirou rs

    bjs

    ResponderExcluir
  5. AMANDA: Eu detesto ir ao médico,, dentista então nem se fala, mas nós não vivermos fazendo check-ups nunca vamos descobrir os males que nos assolam. E você é por fora o que você é por dentro!

    Minha tia tinha Hipertireoidismo, chegou a fazer radioterapia por um tempo e hoje virou hipotireoidismo, dizem que é menos ruim, mas também não é bom... Mande uma beijoca pra sua mamy, eu já gosto dela por ela ter gerado e educado você dessa forma maravilhosa =)

    VANESSA: Você precisa fazer uma ultra transvaginal no máximo até 15 dias após menstruar (antes do endométrio encher), assim você descobre se tem pólipo (muito comum hoje) e precisa de um bom médico, pois a SOP é chatinha de diagnosticar. Eu também fiz muita atividade física e dieta acompanhada por personal e nutricionista e nada mudava =(

    Se você costuma ter hipoglicemia (falta de açúcar) é provavel que tenha hiperinsulismo (excesso de insulina), o exame se chama "Resistência de Insulina", aproveita e faz também um T3 e T4 pra ver a tireóide. Pena minha médica não atender na Bahia, ela é um amor, igual você =)
    E eu também te amo você!

    EDLAMIR: Menina quando vamos aprofundando vamos observando como não somos nada, e um nada super frágil e tem gente que perde o pouco tempo que temos na terra para fazer o mal. Se cuide sim =)

    AMANDA (MANDY): Nossa que barra amiga! Faça a matéria sim, vai ajudar muita gente, tem muita criança e adolescente que nos lê diariamente, se ajudarmos ao menos uma pessoa já valeu o tempo que gastamos escrevendo!

    Minha filha começou com anorexia aos 5 anos por causa de uma amiga da van escolar que vivia colocando apelidos, eu tinha vontade de matar aquela pivetinha que fazia minha filha voltar da escola chorando todo dia, graças a Deus consegui reverter brincando muito com ela e usando psicologia de mãe. Hoje ela se aceita e aprendeu uns truques para ficar mais sequinha nas fotos, mas ela tem a minha genética ferrada né? E ela é muito ansiosa, se ficar parada ou entediada ela belisca muito, tento não colocar nóias na cabeça dela pois sei que está na pré adolescencia e nesse período tudo é mais dificil, mas fico de olho....
    Obrigada por estar aqui, você é muito especial pra mim =)

    Beijocas gatonas....

    ResponderExcluir
  6. Carlinha.... Meu Deus.... Muita Luz para você e sua mãe.... vai dar tudo certo viu!
    Eu também sofro com a SOP, já troquei vários antis, mais a maioria, ou me dá muita dores nas pernas, retenções, ou me da muita dor de cabeça, a minha médica me passou o mesmo tratamento que você faz uso, com a Metformina 500g, sabe dou graças a Deus de não ter os seus sintomas, também não tenho tosos os sintomas da SOP, pelos e afins, mas é muito difícil para emagrecer, não tenho essa risquinha no pescoço, meus exames de glicose deram normal, bom mais ainda falta 3 meses de tratamento, e o anti que estou usando atualmente é o Diclin, pois é o único que não me dores nas pernas, a ponto de acordar a noite com dor. Ah detalhe estou com mioma, me desculpe detalhar tantas coisas assim, é que é mais fácil falar com alguém que esta passando mais ou menos o que estou passando,
    Bom estou passando aqui para lhe dar uma dica em relação a crescimento de cabelos pelos e afins....eu quando era mais novinha...me meti a cabeleleira, depiladora e afins... Resultado acabou estragando minhas sobrancelhas.... Tentei fazer aquela definitiva... Mais foi um desastre no que resultou na queda de mais pelos, e pesquisando na net... Encontrei uma matéria, sobre uma formulação que é o Fator de crescimento, que hoje em dia é utilizado em vários tratamentos, como aceleração da cicatrização de machucados, cicatrizes, pessoas que estão com alopecia,... Bom só sei que dei uma pesquisada a fundo, descobri a formula que queria (pois existem várias formulas) passei na dermatologista, é difícil achar uma farmácia de manipulação que faça... E não é tão baratinho assim.... Mais posso dizer que estou adorando o resultado, não é de uma hora para outra, mais em lugares que não havia presença de pelos começaram a nascer, e onde há pelo engrossou o fio e vi que cresceu mais que o normal.
    De repente pode ajudar a sua mãe com algum resultado, pode melhorar a aparência dos fios, quem sabe? Essa é minha dica se puder ajudar de alguma forma fico muito feliz... se quiser saber mais sobre os fatores de crescimento segue o link ( é um link para arquivo em pdf) pode confiar, caso contrário é só digitar no Google. A desculpe mais uma vez... pelo texto grande..
    http://www.pharmaspecial.com.br/imagens/destaque1/Folder%20Fatores.pdf

    ResponderExcluir
  7. Estou visitando o site pela primeira vez e gostei bastante !

    Já adicionei o site nos favoritos para estar acompanhando sempre as novidades !

    Parabéns e Sucesso !
    www.okamix.com.br

    ResponderExcluir
  8. Me identifiquei muito com o post,há alguns anos atrás comecei a notar que meus cabelos estavam caindo além do normal, era cabelo pra tudo quanto era lado. Fui na minha dermatologista e ela me disse que meu coouro cabeludo estava normal e pediu alguns exames. Neste meio tempo fui ao meu dentista e descobri que meu dente do siso estava inflamado e eu não sabia e nem sentia nada. Comecei a tomar antibióticos e antinflamatõrios e aí o cabelo parecia que não parava mais de cair. Ainda bem que depois de encerrado o tratamento meu cabelo parou de cair e está crescendo normalmente.
    O post é muito informativo, afinal a causa da queda ou demais problemas capilares pode estar onde menos imaginamos.
    Estou começando meu blog SOS do Cabelo, estou te seguindo e já te linkei. Se quiser trocar links eu ficaria muito feliz.
    Quando vc tiver um tempinho passa lá para conhecer
    http://www.sosdocabelo.blogspot.com/
    Bjsss e parabéns pelo post

    ResponderExcluir
  9. Oi, Carla
    Já sigo seu blog há algum tempo, mas não pude deixar de comentar hoje. Muita força e luz pra vc e sua mãe, viu? Que os Anjos estejam com vcs!
    Como tenho queda e meu cabelo é fino, gostaria de saber qual é o creme da L'Occitane preferido da sua mãe: o leave-in ou a máscara?
    Obrigada
    BJks

    ResponderExcluir
  10. oi Carlinha, sempre leio seu blog, queria q vc tirasse uma dúvida, meus cabelos sao longos eu pinto ele todo mes e hidrato toda semana sao ondulados e faço apenas chapinha 2 vezes por semana so que na lateral do cabelo nao cresce mais apenas no meio como ele é em V nao da pra perceber tanto e ele ta muito quebrado o que eu faço?

    ResponderExcluir
  11. tenho tanto medo de usar qualquer coisa no cabelo.. é o meu xodó. rs

    ResponderExcluir
  12. Carlinha, que dedicação com este post, menina! Parabéns, viu? Só quero te falar uma coisa: se Deus quiser, daqui dois anos a sua mãe vai gritar de alegria dizendo: Deu negativoooo! Estou saudável!!!
    Às vezes não entendemos os propósitos de Deus, mas nós temos de confiar nEle.
    Abração pra vc e sua família e tenham um fds bem alegre! =*

    ResponderExcluir
  13. Nossa, Carla, que barra com a sua mãe!! Pra você ver como tudo pode acontecer nessa vida... mas se Deus quiser não vai acontecer nada grave com ela :)
    Realmente, pensar que podemos pegar AIDS até casadas por causa de uma pulada de cerca do marido desanima muito haha
    Força pra sua mãe, que se Deus quiser vai dar tudo certo!

    ResponderExcluir
  14. Parabens pelo post!!!! Você é um exemplo (:

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante, queremos saber a sua opinião sobre o tema!

# POR MOTIVO DE FORÇA MAIOR, NÃO POSSUÍMOS CANAL DE AJUDA E DÚVIDAS #

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails